ShopTorres

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Mosquito "vacinado" contra dengue

24/09/2012 - 18h25

Brasil vai testar mosquito "vacinado" contra dengue

GIULIANA MIRANDA
DE SÃO PAULO

O Brasil começa a dar os primeiros passos em uma ambiciosa estratégia internacional de combate à dengue: a introdução na natureza de exemplares do mosquito transmissor, o "Aedes aegypti", imunes à doença.
A iniciativa, capitaneada pela Fiocruz, (Fundação Oswaldo Cruz), foi anunciada nesta segunda (24) no Congresso Internacional de Medicina Tropical, no Rio de Janeiro.
O trabalho está em fase de testes iniciais e, se tudo sair como o planejado, os primeiros aedes "vacinados" contra a dengue devem ganhar as ruas do país em estudos controlados no segundo semestre de 2014.
Em laboratório, cientistas contaminam os embriões do "Aedes aegypti" com uma variante da bactéria wolbachia, que é encontrada em cerca de 70% dos insetos na natureza, incluindo moscas-das-frutas e pernilongos "comuns".
No organismo do mosquito, a presença da bactéria acaba impedindo o desenvolvimento do vírus da dengue.
"Os mecanismos que provocam isso são complexos, desde mudanças no sistema imune até a competição por nutrientes no interior das células", diz Luciano Moreira, pesquisador da Fiocruz e chefe do projeto "Eliminar a Dengue: Desafio Brasil".
"Mas o método é extremamente seguro. A bactéria usada já faz parte do dia a dia. Não se trata de uma alteração genética ou introdução de um micro-organismo novo", diz.
Uma vez introduzida na população de mosquitos, a bactéria consegue se espalhar com certa facilidade. Embora a contaminação seja apenas vertical (dos pais para a prole), os mosquitinhos infectados têm mais sucesso na reprodução.
As fêmeas contaminadas têm descendentes com a bactéria independentemente de o macho estar infectado.
No caso das fêmeas que não apresentam o wolbachia mas que copulam com machos com a bactéria, praticamente todos os ovos fecundados acabam morrendo.
Ou seja: comparativamente, fêmeas com a wolbachia produzem mais ovos, que vão originar novos mosquitos que já nascem com a bactéria e, portanto, imunes à dengue.
O método, desenvolvido na Austrália, já foi testado com sucesso em duas cidades do país, onde a população de insetos foi rapidamente substituída pela variante imune.
"Nós monitoramos constantemente essas áreas [da Austrália] e vimos que, até agora, 18 meses depois, os essas áreas continuam com praticamente 100% dos mosquitos com a bactéria", diz Scott O'Neill, professor da Universidade Monash, em Melbourne, e um dos autores do trabalho australiano, publicado em 2011 na "Nature".
Antes de começar os testes com o mosquito na natureza, os cientistas da Fiocruz vão fazer pequenas adaptações no método australiano.
"Os vírus que circulam nos dois países têm algumas diferenças. Isso precisa ser levado em consideração", explica Luciano Moreira.

Editoria de arte/Folhapress

  http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/1158582-brasil-vai-testar-mosquito-vacinado-contra-dengue.shtml

30 comentários:

Bruno Dantas disse...

Bruno Alfredo Ceaat 1ai Vespertino
A Ciência está cada vez mais avançada e com inteligência poderemos fazer dela uma arma para as novas epidemias contemporâneas e futuras também . Ótima Iniciativa e agora basta a população acreditar na eficacia desta experiencia .

Rafael disse...

Rafael da Silva Santos 3AI vespertino

muito legal esse novo Aedes aegypti vacinado contra a dengue se tudo der certo nesta pesquisa eles irão erradicar a dengue em bastante pouco tem,muito interessante o artigo, seria bastante legal se eles conseguissem fazer isto com todos as doenças,mais isso ainda e uma realidade bem distante.

Rafael disse...

Rafael da Silva Santos 3AI vespertino

muito legal esse novo Aedes aegypti vacinado contra a dengue se tudo der certo nesta pesquisa eles irão erradicar a dengue em bastante pouco tem,muito interessante o artigo, seria bastante legal se eles conseguissem fazer isto com todos as doenças,mais isso ainda e uma realidade bem distante.

lucas sousa disse...

lucas sousa 3A vespertino CEAAT
eu acho que é uma boa solução, se tudo der certo vai ajudar muito na diminuição dessa doença, que é muito grande aqui no Brasil.

Victor costa cavalcante disse...

E um bom método para diminuir essa doença que vem crescendo cada vez mais , e se tudo der certo será muito bom e também ajudara nos estudos contra outras doenças.

Renata Silva disse...

Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira
Renata dos Santos Silva
2ºAi Vespertino

Muito interessante! Criar mosquitos “vacinados” vai contribuir para o controle da dengue no país, acabando com os casos da doença que vemos hoje.

Andressa disse...

CEAAT
Aluna:Andressa Tanan
Serie: 2ªano Turma:AI Turno: Vespertino


É uma ótima ideia, mas também devemos continuar com o nosso trabalho como não deixando acumular aguá em pratinhos de flores, latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos,e com certeza isso ira diminuir muito a dengue no Brasil.

lorena santana disse...

Lorena Santana 3°A
Quando se fala sobre dengue a população brasileira fica em alerta, pois um pequeno mosquito tem a capacidade de deixar milhares de pessoas doentes. Uma solução que possa garante uma segurança para a população brasileira.

Eduardo Barreto disse...

Colégio de Aplicação Anísio Texeira.
Aluno:Eduardo Barreto de Sena.
Série/Turma/Turno:3ª A vespertino.


A transmissão da dengue é feita através da picada do mosquito Aedes aegyptiou Aedes albopictus. No Brasil, ocorre com mais freqüência o Aedes aegypti. Esses mosquitos picam durante o dia, ao contrário dos mosquitos comuns que picam durante a noite. O Aedes aegypti é principalmente encontrado em áreas tropicais e subtropicais do mundo, sendo que o período de maior expansão e transmissão da doença é durante o verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.
o artigo comenta , sobre a possibilidade da ultilização da bactéria wolbachia como interceptura da fixação do vírus da dengue no colex transmissor. Como é essa bactéria é transmitida de geração em geração a ideia é aplicá- la em alguns insetos e esperar o resultado na natrureza .

Claudio Carvalho disse...

Claudio carvalho dos santos arnaldo 2ai - vespertino ceaat


Muito interessante isso de mosquito contra a dengue , se isso funcionar mesmo será muito importante para o combate a dengue em todo o brasil .

Claudio Carvalho disse...

Claudio carvalho dos santos arnaldo 2ai - vespertino ceaat


Muito interessante isso de mosquito contra a dengue , se isso funcionar mesmo será muito importante para o combate a dengue em todo o brasil .

Lucas Frois disse...

CEAAT
Aluna:Lucas Fróis
Serie: 2ªano Turma:AI Turno: Vespertino

è uma esperiência muito importante, principalmente para o Brasil.

Lucas Frois disse...

CEAAT
Aluna:Lucas Fróis
Serie: 2ªano Turma:AI Turno: Vespertino

è uma experiência muito importante, principalmente para o Brasil.

washington disse...

Washington Alves 2ªAi vespertino
É muito interessante modificar a estrutura genética do mosquito porém no texto diz que nem todos os insetos podem morrer e se um deles sobreviverem e conseguir alterar sua genética.

Emilie Graciele disse...

CEAAT
Emilie Graciele 3ºA
Uma bela iniciativa da Fiocruz, o Brasil está sendo definitivamente “invadido” por mosquitos da dengue, o numero de pessoas infectadas pelo vírus Aedes aegypti cresce constantemente, sendo considerado como o principal problema da saúde pública brasileira.
Nos primeiros 50 dias do ano, Salvador – BA possuía um amento de 63% do caso de dengue relacionado ao ano de 2011. E a cidade de Ribeirão Preto já foi apelidada de “Ribeirão rei da dengue”, onde ocorreram muitas mortes, sendo confirmada pela secretaria da saúde pública.
E essa iniciativa, com certeza reduzira bastante o número de vítimas no Brasil. Além de tudo, é fundamental o apoio da população.

Emilie Graciele disse...

CEAAT
Emilie Graciele 3ºA
Uma bela iniciativa da Fiocruz, o Brasil está sendo completamente “invadido” por mosquitos da dengue, o numero de pessoas infectadas pelo vírus Aedes aegypti cresce constantemente, sendo considerado como o principal problema da saúde pública brasileira.
Nos primeiros 50 dias do ano, Salvador – BA possuía um amento de 63% do caso de dengue relacionado ao ano de 2011. E a cidade de Ribeirão Preto já foi apelidada de “Ribeirão rei da dengue”, onde ocorreram muitas mortes, sendo confirmada pela secretaria da saúde pública.
E essa iniciativa, com certeza reduzira bastante o número de vítimas no Brasil. Além de tudo, é fundamental o apoio da população.


Isamara Paixão disse...

Isamara da Paixão Araujo 4°AI Vespertino, Ceaat.
O combate a doença da dengue parece uma incansável tarefa, pois o desafio no Brasil principalmente em algumas regões tem sido grande para trazer a busca da população de como evitar a proliferação dessa doença, eliminando os focos. Acredite que a maneira encontrada foi tentar imunizar o mosquito ao invés de educar a população que parece não entender o perigo dessa doença.

adauto cabral disse...

ADAUTO CABRAL 4ºAI CEAAT(VESP.)

É UMA PESQUISA QUE PROMETE ÓTIMOS FRUTOS, O MÉTODO É SEGURO. MAS DEVEMOS MANTER OS CUIDADOS DIÁRIOS PARA COMBATER A PROLIFERAÇÃO DO MOSQUITO.

leideane silva disse...

leideane dos santos silva
2ai vespertino

As pesquisas mostram que o Brasil vem
tentando criar métodos para eliminar
á dengue.
Os pesquisadores planejaram uma estrategia internacional de combate á
dengue, a dengue é transmitida pelo
mosquito fêmea Aedes aegypti,
os pesquisadores pretendem eliminar a dengue com o seguinte plano: utilizar uma especie de bactérias para introduzir na população do mosquito. A função da
bactéria é infectar o mosquito,
para que seu ovo não gere mais mosquito.

leideane santos silva disse...

CEAAT
Leideane dos santos silva
2ai vespertino

As pesquisas mostraram que o Brasil vem lutando ao longo do tempo ao combate á dengue.

Milena disse...

É interessante a estratégia, mas acho pouco provavel o controle da transmissão da doença.

Larissa Ribeiro disse...

Larissa Ribeiro 4º Ai

A dengue é uma doença que se espalha muito rápido, e o diagnostico é um tanto complicado. Por parecer uma gripe comum muitas pessoas não procuram um médico de imediato. Conseguindo "vacinar os mosquitos" seria uma atitude bastante eficaz e que agiria de fato no foco do virus.

Milena disse...

É interessante, mas acho pouco provavel o controle da doença.






Milena dos Santos Melo 3° AI Vespertino.

Milena disse...

Acho interessante o avanço da ciência, que fazem coisas que nos nem imaginamos,vamos ver se vai dar certo.






ISABELA OLIVEIRA DOS SANTOS 3° AI VESPERTINO CEAAT

Tainara Batista disse...

Tainara 3°A vespertino ...
É de fato uma boa ideia a intenção da experiência é amenizar que o mosquito se espalhe testando a experiência com o próprio...Para assim verificar o resultado da pesquisa e como ha era de espera a diminuição da doença foi notável entre os pesquisadores, facilitando e tornando a vida ainda mais fácil.

Luana Rosário disse...

É uma ótima iniciativa, espero que o resultado seja positivo, mais também temos que continuar fazendo a nossa parte para ajudar, a união faz a força.


Luana Rosário, 3º Ai vespertino

Matheus Orrico disse...

CEAAT
Matheus Orrico - 3º A vespertino

A luta contra a dengue toma proporções cada vez maiores na sociedade. Pesquisas realizadas, campanhas de combate e vários tipos de ações contra a doença. O mosquito “vacinado” é uma grande descoberta e uma excelente alternativa de combate à epidemia testado em dois países e aprovado. O que mais importa agora é aplicar essa nova descoberta a mais países para que possamos acabar de vez com a dengue ou pelo menos com maior parte dela.

Daaniel disse...

CEAAT
Daniel Campos 1ºAI vespertino

É incrível como a medicina esta avançada no nosso pais,agora com esse método de contamina os embriões dos mosquitos "Aedes aegyptis" para combater a dengue.Tudo tem que dar certo!!,muito legal esse artigo.

Michael Ramos disse...

Michael Ramos Rodigues
CEAAT 1ºAI Vespertino
E bem interessante esse mosquito vacinado contra a dengue nosso pais finamente esta se desenvolvendo nessa questão se tudo der certo em pouco tempo a dengue será extinta da nossas vidas...

Michael Ramos disse...

Michael Ramos Rodrigues
CEAAT 1º Ai Vespertino
Finalmente a Ciência em nosso pais vem tendo um alto índice de desenvolvimento se estes estudos ocorrerem dessa maneira que nos foi mostrada no artigo logo a dengue será uma doença extinta em nossa sociedade