ShopTorres

sábado, 22 de maio de 2010

Acidente nos EUA fará Petrobrás repensar trabalho no pré-sal

publicado em 22/05/2010 às 13h25:

Mancha de petróleo nos EUA pode durar 9 meses

Oceanógrafo mexicano diz que acidente fará Petrobrás repensar trabalho no pré-sal
Mauricio Moraes, do R7
 
Foto por Daniel Beltra/Greenpeace/22.mai.2010/Reuters
Imagem aérea mostra o petróleo negro no mar azul do golfo do México, nos Estados Unidos; mancha pode levar até 9 meses para sumir
 
 Os milhares de litros de petróleo que vazam diariamente a 1.600 m de profundidade no golfo do México desde o último dia 21 de abril farão o setor petrolífero repensar sua tecnologia de exploração. Para o oceanógrafo Luis Soto González, da Universidade Nacional Autônoma do México (Unam), se o vazamento for estancado e as condições metrológicas ajudarem, a mancha ainda pode levar de seis a nove meses para desaparecer.
- Com os atuais padrões temperatura e circulação de correntes, a mancha de petróleo deve levar entre seis e nove meses para desaparecer. Mas esse é um cenário otimista, considerando que se consiga tapar o poço e estancar o vazamento.
Segundo González, que fez estudos de pós-graduação em universidades americanas, o acidente na plataforma da British Petroleum (BP) traz "sérias implicações do ponto de vista tecnológico e ambiental". Mesmo trabalhando com a "mais alta tecnologia", a BP sofre para "controlar um vazamento com pressão tão forte". O oceanógrafo aponta falhas no sistema de alerta do poço e diz que novas técnicas terão de ser desenvolvidas.
O pesquisador alerta ainda para a perfuração de poços em profundidades maiores. A exploração na camada pré-sal se dará a 5.000 m abaixo do mar.
http://noticias.r7.com/internacional/noticias/mancha-de-petroleo-nos-eua-pode-durar-9-meses-20100522.html

Nenhum comentário: