ShopTorres

quarta-feira, 3 de março de 2010

Terremoto de magnitude 8,8 que aconteceu no Chile deve ter encurtado dias na Terra...

02/03/2010 - 16h02

Terremoto no Chile deve ter encurtado dias na Terra, calcula Nasa

da Folha Online
O terremoto de magnitude 8,8 que aconteceu no Chile no sábado (27), deve ter encurtado a duração de cada dia na Terra, calcula a Nasa (agência espacial norte-americana).
A alteração calculada é de cerca de 1,26 microssegundos (um microssegundo equivale a um milionésimo de segundo).
Reprodução
 
Terremoto no Chile deve ter encurtado dias e alterado eixo de massa da Terra, calcula Nasa; impacto foi mais forte que em 2004
Usando um modelo complexo, Richard Gross, cientista do Jet Propulsion Laboratory (JPL) da Nasa, na Califórnia, e seus colegas, calcularam também que a rotação da Terra foi alterada como resultado do terremoto, porque o eixo de massa da Terra se moveu.
A alteração do eixo de rotação é estimada em 2,7 miliarcsegundos --por volta de 8 centímetros, ou 3 polegadas.
É em torno desse eixo que a massa do planeta é equilibrada. Os cientistas não se referem ao eixo Norte-Sul, que tem uma diferença de cerca de 10 metros.
Indonésia
Gross também usou o modelo para estimar as consequências do terremoto de magnitude 9,1 na região do oceano Índico, em 2004.
Este terremoto, que afetou a Indonésia, teria encurtado o período de cada dia em 6,8 microssegundos e alterado o eixo da Terra em 2,32 miliarcsegundos (cerca de 7 centímetros, ou 2,76 polegadas).
O cientista disse que, mesmo que o terremoto no Chile tenha sido menos forte que o indonésio, o cálculo indica que o recente chileno tenha alterado um pouco mais a posição do eixo por duas razões.
A primeira é que o do Chile aconteceu em latitudes inferiores da Terra, o que o faz mais efetivo em alterar o eixo da Terra. O de 2004 ocorreu próximo à linha do Equador.
A segunda é que a falha subterrânea responsável pelo terremoto chileno tem um ângulo mais abrupto que a falha no oceano Índico. Isto faz o deste ano mais efetivo em mover a massa da Terra verticalmente, e também em alterar o eixo da Terra.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u701195.shtml

Nenhum comentário: